Conheça também nossas redes sociais: icon facebook icon twitter icon flickr 

O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade antibacteriana de produtos fitoterápicos comerciais frente aos microrganismos cariogênicos: S. mutans (ATCC 2575); S. sobrinus (ATCC 27607); S. sanguis (ATCC 10557) e L. casei (ATCC 4646). Os ® ® produtos utilizados foram: Água Rabelo - (A); Malvatricin - (B); ® ® ® Mel Rosado - (C); Apis Flora - (D); Fitogargarejo - (E )e Óleo ®de Copahyba - (F).
Publicado em Artigos
O artigo, de cunho informativo e crítico, propõe uma perspectiva do desenvolvimento de fitoterápicos sob a ótica da interdisciplinaridade, que envolve as inúmeras especificidades das diversas áreas que compõem o referido tema. Enumera-se a pesquisa de acordo com a antropologia botânica, a botânica, a agronomia, a fitoquímica, a farmacologia, a toxicologia, os aspectos de desenvolvimento e de estudo clínico do bfitoterápico.
Publicado em Artigos
No presente trabalho, verificou-se a exposição dos idosos aos riscos de interações devido ao uso concomitante de Ginkgo e AAS, de diuréticos tiazidicos e Ginkgo e do quebra-pedra e o diurético hidroclorotiazida.
Publicado em Artigos
Terça, 23 Abril 2013 03:16

O que devemos saber sobre medicamentos

Cartilha propõe um olhar sobre o que o consumidor deve saber sobre o uso de medicamentos
Publicado em Cartilhas

A utilização de plantas medicinais para a produção de medicamentos apresenta uma melhor relação custo/benefício quando comparada aos produtos sintéticos. Por isso, grandes empresas farmacêuticas vêm investindo milhões em pesquisas com plantas brasileiras, e, por consequência, acabam por requerer patentes e sintetizam novos fármacos. O uso de fitoterápicos com finalidade profilática, curativa, paliativa ou com fins de diagnóstico é reconhecido e recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Publicado em Artigos
O objetivo deste documento é divulgar os resultados de estudos elaborados pelos consultores do Núcleo Nacional de Economia da Saúde da Área de Economia e Desenvolvimento/SE/MS, os quais possam ser relevantes para a formulação e implementação de políticas no âmbito do Sistema Único de Saúde ou que possam subsidiar discussões que visem ao aprimoramento dessas políticas.
Publicado em Estudos e Pesquisas
Este trabalho tem como objetivo identificar a pela sistematização do arcabouço legal sanitário relativo à comercialização, produção e controle de plantas medicinais no Brasil desde a chegada da Família Real Portuguesa em 1808.
Publicado em Estudos e Pesquisas
Este trabalho é o resultado de uma pesquisa exploratória por meio de metodologia qualitativa, de análise documental, da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos com base no modelo dos Fluxos Múltiplos de John Kingdon para análise de políticas públicas. Foi efetuada revisão dos modelos de análises de políticas públicas e analisados os antecedentes da formação da agenda das políticas públicas farmacêuticas e o processo de formação da agenda e formulação da Política referida.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Esta publicação do Ministério da Saúde traz assuntos relacionados às políticas públicas em plantas medicinais e fitoterápicos, bem como sobre programa de plantas medicinais da Central de Medicamentos.
Publicado em Estudos e Pesquisas
Este Caderno de Atenção Primária, contendo histórico das políticas nacionais e informações sobre normas, serviços e produtos relacionados à fitoterapia na Estratégia Saúde da Família/atenção básica, busca estimular a implantação de novos programas no SUS, com melhoria do acesso da população a produtos e serviços seguros e de qualidade; sensibilizar e orientar gestores e profissionais de saúde na formulação e implantação de políticas, programas e projetos; e estruturar e fortalecer a atenção em fitoterapia, com ênfase na atenção básica/Saúde da Família.
Publicado em Estudos e Pesquisas
Pagina 4 de 5