Conheça também nossas redes sociais: icon facebook icon twitter icon flickr 

O crescente interesse no estudo de espécies do gênero Hypericum, em decorrência das publicações sobre os efeitos farmacológicos de extratos de H. perforatum, fez com que surgissem nos últimos anos estudos fitoquímicos e farmacológicos com H. brasiliense, demonstrando que a espécie apresenta grande potencial farmacológico. Neste trabalho, a partir de análises fitoquímicas em raízes de H. brasiliense foram isoladas as substâncias acilfloroglucinol, xantona e ácido betulínico, que tiveram suas estruturas elucidadas através de técnicas de RMN de H1 e C13, EM, UV e IV.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Segunda, 20 Maio 2013 00:43

Qualidade em plantas medicinais

A construção desse documento foi iniciada com o objetivo de contribuir com a qualidade das plantas medicinais. Dentre os problemas associados à baixa qualidade, destaca-se os relacionados à pós-colheita, em especial a limpeza das plantas frescas ou secas. Numa parceria entre Embrapa Tabuleiros Costeiros e Universidade Federal de Sergipe (UFS), alguns estudos sobre pós colheita de ervas medicinais foram discutidos.
Publicado em Estudos e Pesquisas
Melparatosse®, Calmatoss® e Saratosse® são produtos fitoterápicos, compostos de associações de plantas, incorporados a própolis e mel, em forma de xarope, utilizados no tratamento de várias patologias que acometem o trato respiratório. O estudo teve como objetivo avaliar a segurança dessas formulações em seres humanos.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Considerando que os fitoterápicos representam um nicho de mercado e uma possibilidade para a diversificação da indústria farmacêutica nacional, torna-se necessário definir parâmetros de qualidade que assegurem sua ação terapêutica. Neste sentido, os estudos de dissolução constituem uma ferramenta essencial que contribui na garantia da qualidade destes medicamentos.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos