Conheça também nossas redes sociais: icon facebook icon twitter icon flickr 

A malária, doença parasitária prevalente de países tropicais, atinge aproximadamente 300 milhões de indivíduos/ano no mundo e tem se agravado pela resistência do Plasmodium às drogas. A busca de novos anti-maláricos para substituir ou complementar a terapêutica atual é uma das prioridades da Organização Mundial da Saúde. A espécie Croton cajucara ou "sacaca", uma planta tipicamente brasileira, é indicada popularmente no auxílio do tratamento de malária, inflamações no figado e icterícia, entre outros.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Cordia curassavica DC. (Boraginaceae) conhecida popularmente como "erva baleeira" é utilizada popularmente no tratamento de diversos processos inflamatórios. Alguns autores sugerem que a tração artemetina é a tração responsável pela atividade antiinflamatória. No entanto, resultados contraditórios sugeriram uma reavaliação dos efeitos antiinflamatórios dos extratos e da fração rica em artemetina de Cordia curassavica, e ainda identificar a tração ativa responsável pela ação farmacológica.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
A Plathymenia reticulata Benth. (Leguminosae), conhecida popularmente como vinhático, encontra-se amplamente distribuída em regiões do Cerrado brasileiro. A infusão em água fria da entrecasca do caule é utilizada popularmente para tratamento de diversos processos inflamatórios.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
A maioria dos agentes utilizados na quimioterapia acabam por apresentar melhor atividade "antiproliferativa" do que "anticâncer" evidenciando a necessidade de ensaios para a triagem de drogas menos tóxicas, mais seletivas e eficazes para o tratamento dessa doença. A grande diversidade de espécies vegetais com potencial terapêutico presente nos ecossistemas brasileiros, em destaque para os da Amazônia e Cerrado, fornece material para estudos especializados na procura de novas drogas para diferentes doenças, dentre elas o câncer.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Kielmeyera coriacea Mart & Zucc (Clusiacea), conhecida popularmente como PauSanto (Alves e caL, 2000), foi uma das espécies do Cerrado que apresentou atividade antiproliferativa significativa em ensaios preliminares, sendo então selecionada para este estudo. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade anticâncer, isolar e identificar os princípios ativos desta espécie.
Publicado em Trabalhos Acadêmicos