Conheça também nossas redes sociais: icon facebook icon twitter icon flickr 

A Fitoterapia Indígena no Brasil Colonial (Os Primeiros Dois Séculos)

Desde os tempos mais remotos, o homem lançou mão de vários recursos destinados a evitar ou combater as doenças. Guiado instintivamente como os animais, distinguia plantas comestíveis daquelas que podiam curar, cicatrizar ou aliviar. Esses conhecimentos empíricos adquiridos, transmitidos de geração em geração, são a origem das práticas médicas primitivas conhecidas. Assim, a utilização de plantas como meio de cura ou prevenção de doenças, com a moderna denominação de fitoterapia, ocorreu em todas as regiões do globo, apenas variando regionalmente por influência de características culturais da população, assim como de sua flora, solo e clima.